Agência Digital TMD

 
Comunicação

O melhor tipo de aplicativo para o seu negócio

Home > Na Rede > Comunicação > O melhor tipo de aplicativo para o seu negócio
Por: Agência TMD  |  Comunicação  |  0 comentários

4 passos para escolher o melhor tipo de aplicativo para o seu negócio

Atualmente, contratar um serviço para elaborar um aplicativo é custoso, mas o tipo de desenvolvimento definido influencia muito no preço final do projeto. Sendo assim, conhecer e compreender bem as diferenças pode te ajudar a escolher o tipo de aplicativo ideal para contratar de acordo com o momento atual de sua empresa ou negócio.

Aplicativos híbridos e nativos: o que são?

Vamos começar entendendo o que significa um aplicativo híbrido ou nativo e quais as principais diferenças técnicas que existem entre eles.

Os aplicativos nativos, como o próprio nome já diz, são aqueles desenvolvidos para uma plataforma específica, como IOS em Swift ou Objective-C, Android em Java, Windows Phone em C#; ou seja, para plataformas que possuem particularidades e têm uma linguagem de origem intrínseca. Assim, o aplicativo poderá utilizar todos os seus recursos, como GPS, notificações e outros, além de poder usá-lo sem conexão com a internet.

Um aplicativo híbrido, por sua vez, mescla características do app nativo e do app web, e assim como web apps eles podem ser desenvolvidos baseados no HTML5 e JavaScript. A grande vantagem é a possibilidade de utilizar o mesmo código para diferentes sistemas operacionais – através de ferramentas como Cordova, compilando para o formato nativo – reduzindo custos de operação e tempo de elaboração. Porém, o desempenho do aplicativo em si não será tão bom, pois não terá sido feito na linguagem “ideal” para o dispositivo em questão. Apesar de os recursos poderem ser utilizados, não serão tão eficientes quanto no aplicativo nativo.

Agora que já sabe as diferença técnicas entre os desenvolvimentos possíveis, vamos entender como escolher o melhor tipo de aplicativo levando em consideração sua empresa, comércio, ou qualquer outro tipo de negócio que possua. Dessa forma, podemos nos fazer algumas perguntas e seguir alguns passos que irão nos ajudar a definir o que nos atenderia melhor:

1º Passo: Em quanto tempo você quer seu aplicativo pronto?

Se você quer algo rápido, então o híbrido é a melhor opção. Será mais fácil encontrar desenvolvedores disponíveis e a implementação será feita em menos tempo também. O desenvolvimento do nativo leva mais tempo, pois a programação é bem mais complexa.

2º Passo: Você possui um desenvolvedor para cada sistema operacional?

Se sim, o nativo é uma boa opção. Caso não seja o caso, o híbrido é melhor opção, pois poderá gerar versão para os dois ambientes com a mesma base de códigos.

3º Passo: Seu aplicativo é uma forma de teste para sua empresa?

Escolha um híbrido em um primeiro momento, pois será menos custoso e mais rápido. Se o projeto der certo e o crescimento já puder ser observado, então valerá a pena investir mais em um desenvolvimento de nativo, já que este terá um desempenho e qualidade melhor.

4º Passo: Que experiência você quer que seu usuário tenha?

Se estiver pensando que o seu usuário deve ter a melhor experiência possível ao utilizar seu aplicativo, associando a imagem do seu negócio a este desempenho, a melhor escolha é o tipo de aplicativo nativo. Como já foi dito, sua performance é superior e a interface é 100% natural. Há uma resposta mais rápida ao “navegar” pelo aplicativo e você consegue perceber uma fluidez que o híbrido não possui.

 

Voltar para Na Rede