Agência Digital TMD

 
Mídias Sociais

O Design minimalista está de volta e é a principal aposta para a web nos próximos anos

Home > Na Rede > Mídias Sociais > O Design minimalista está de volta e é a principal aposta para a web nos próximos anos
Por: Agência TMD  |  Mídias Sociais  |  0 comentários

Criar um layout bacana, explicativo e bem formulado nem sempre exige utilizar vários elementos visuais e informativos. O design minimalista prova por A mais B que o ditado “menos é mais” faz todo o sentido. Atualmente, grandes empresas como Tiffany & Co., Instagram e Google já adotam esse estilo e apresentam ótimos resultados.

Cores chapadas, imagens simples e textos curtos e diretos podem ser a chave para despertar a curiosidade do seu público-alvo. O grande objetivo do design minimalista é oferecer o necessário com o mínimo de informação. Mas como isso é possível?

Steve Jobs já tinha sacado isso anos antes de lançar os primeiros smartphones da Apple, aplicou conceitos minimalistas na maioria dos produtos e embalagens da empresa. A caixa do iPhone 6 é um bom exemplo, inteira branca, apenas com um relevo na parte superior (que representa o formato do celular) e o logo da maçã junto à palavra iPhone na lateral. Apesar de tudo ser bem clean, nada essencial está faltando.

Esse recurso funciona tão bem no universo digital que é até considerado uma tendência para a criação de sites e aplicativos.

Aplicando o design minimalista

As estruturas visuais minimalistas são encontradas em diversos nichos. Atualmente, bombam na arquitetura, no mundo das artes, na projeção de equipamentos e no mundo digital.

Em websites, os layouts minimalistas aumentam a facilidade de navegação. “Por usar apenas o essencial, também ajudam a acelerar o carregamento das páginas e a capacidade de aprendizado sobre aquele sistema”, explica Cristiana Marroig, web designer, especialista em UX (user experience) e sócia da Agência Tamanduá. Ainda destaca que o estilo mais clean é uma boa opção para a criação de marcas e logotipos. “Ele aumenta a capacidade de memorização e assimilação”, ressalta.

Dependendo do objetivo, o design minimalista também ajuda a melhorar a navegação em aplicativos. A simplicidade da estrutura tende a deixar a navegação mais intuitiva e permitir que o usuário acesse os conteúdos desejados com maior facilidade.

Mas tenha cuidado na elaboração, pois a criação de projetos minimalistas exige bastante atenção. “Transformar algo complexo em simples é mais difícil do que o inverso. Caso não seja em executado, o trabalho pode dificultar a assimilação ou criar uma desordem visual. Geralmente, isso se dá quando as partes-chave são eliminadas ou quando os detalhes não são aproveitados”, destaca Cristiana.

Para aplicar esse tipo de design, é preciso saber trabalhar bem o aspecto visual, fazendo com que o layout fique harmonioso e leve. Isso sem deixar o conteúdo de lado.

A tipografia precisa ser cuidadosamente escolhida, já que será um dos maiores destaques do conjunto. Isso porque a simplicidade de ícones e imagens acaba dando mais espaço às palavras. Portanto, vale a pena gastar um tempinho na hora de escolher quais fontes usar.

Apesar de acreditar em todo potencial do design minimalista, Cristiana defende que não se aplica a alguns projetos, como os que pretendem ampliar muito as ideias de um conceito.  A técnica também não pode ser incorporada em qualquer estilo, já que nem tudo combina com simplicidade. “Se tudo se tornar minimalista, o produto deixa de ser destaque para virar mais do mesmo. Isso faz com que comece a perder a força”, diz a especialista.

Voltar para Na Rede